Quinta-feira, 15 de Dezembro de 2005

Considerações Consumisto-Natalícias

A época natalícia está ao rubro.

Pela Baixa lisboeta, multidões acorrem às mais diferentes lojas afim de comprar uma prendita para a mãe, pai, tia, avó, primo, vizinho, cão, gato, peixinho dourado, entre mil ouros.

A magia da época natalícia começa, peut a peut, a desaparecer. O consumismo, ano após ano, toma conta de uma época que devia primar pela serenidade, alegria, paz e júbilo. Ao invés, parece que a felicidade das pessoas é directamente proporcional ao número de presentes recebidos. As crianças comportam-se como pequenos monstros e fazem birras imensas apenas porque receberam menos presentes que nos anos anteriores. As pessoas vivem o consumismo desenfreado porque acham que têm de dar uma prenda que esteja à altura da pessoa que a vai receber.

É aqui que eu, no meu íntimo, me questiono. O Deus Menino não nasceu numa gruta, deitado em palhinhas, despojado de todo o luxo, tendo por companhia sua mãe, seu pai terrestre, um burro e uma vaca que lhe proporcionavam algum conforto ao aquecê-lo?

Então, para quê tamanha corrida às compras para agradar os que vão receber os presentes?

Não deveria um «Feliz Natal» sentido bastar?

retalhado por Jorge Durões às 18:13
link do post | a retalhar | favorito
1 comentário:
De Camara_Lenta a 20 de Dezembro de 2005 às 19:21
comento este texto com as palavras de um outro alguém que me ofereceu um texto (que me tocou bastante... mas isso não interessa): "A palavra Natal pede canções, abraços, risos, saudades, emoções... A palavra Natal pede que a adoptemos na fragilidade dos nossos humanos corações!". Mas mais do que defender o Natal, estas outra coisa defende outra coisa: o gosto de defender e viver o Natal. E que sim, se dão prendas, mas nem todas são caras. Que sim, que se quer é "dar coisas" mas por vezes a pessoas que só vês uma vez no ano. Que sim, se dão prendas demais às crianças... principalmente se já fomos criança e gostámos de receber prendas. (além disso as crianças fazem birra no Natal, Páscoa, anos, Verão, Escola,...). Vê pra além dos centros comerciais e das filas. Vê para além dos sacos e das opiniões que circulam. Tenta ver a cara das pessoas. E perceberás num ápice quem está lá por frete, a cumprir uma "formalidade" e quem põe numa prenda todo o seu amor, quem pensa nela com carinho, quem tenta fazer o embrulho... para além de desejar "Feliz Natal" ;) Acho que é uma boa época para olharmos uns para os outros... Feliz Natal, Jorge


Comentar post

mais sobre mim


ver perfil

seguir perfil

. 1 seguidor

pesquisar

 

Dezembro 2006

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Retalhos Recentes

Fim...

Descrição do Blog

...

Porque...

Isto

Não sei quem sou...

AMO tracinho TE

O local a que chamo casa....

À procura... de um amigo

...

Retalhos já Passados

Dezembro 2006

Outubro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

SAPO Blogs

subscrever feeds