Domingo, 17 de Abril de 2005

Object of my Affection

Terça-feira, Fevereiro 08, 2005

«Head's Up, Little Person! Head's Up»
04b.jpg

Vi, revi, e hoje voltei a ver. Sem dúvida um dos meus filmes de eleição... para dizer a verdade, é um dos filmes que me toca particularmente... não lhe consigo ficar indiferente. Sempre que o revejo, fico a pensar, emociono-me bastante...e concluo que, afinal de tudo, o amor existe e é possivel e que podemos encontrar A PESSOA quando menos esperamos, em situações completamente inesperadas.
Object of my affection é o filme de que falo. Posso mesmo dizer que o filme retrata um pouco da minha vida... posso dizer que... a minha vida está ali representada.
Desde que o vi pela primeira vez, numa sexta-feira à meia noite, em Abril, que senti que o filme transmite uma mensagem mais que bonita, uma fantástica mensagem... Descobri que ainda há pessoas decentes, descobri que o Amor nos leva verdadeiramente a cometer as loucuras mais inesperadas e impensadas... Descobri que, afinal, depois da tempestade, vem sempre a bonança, que depois da nossa vida desabar por completo, há sempre alguém que nos deita as mãos (ambas as mãos neste caso, pois não estou a falar de apenas dar uma mãozinha para ajudar «na coisa»), nos faz redescobrir a alegria e vontade de viver e nos mostra que é possivel voltar a amar.
A verdade é que, durante o tempo que estive mais em baixo, procurei desesperadamente este filme. Precisava de o ver, precisava que ele me voltasse a dar a força e a preencher como me preencheu da primeira vez que tive contacto com ele, numa altura em que também andava desorientado, perdido na vida, desesperado...
Hoje, quase um ano depois, após passar por um momento em que desejamos não ter de voltar a sair à rua, não ter de enfrentar as pessoas, mesmo as desconhecidas, em que não temos forças para ser como éramos, voltei a reencontrar-me com o filme. É verdade que tive muito boa ajuda durante esse tempo, uma ajuda que considero mais que preciosa, uma ajuda que descrevo como vital, mas... perdoem-me, faltava ter de ouvir novamente a Jennifer Aniston dizer «Head's Up Little Person! Head's Up!». Precisava que as palavras doces, que a sua história de amor platónico pelo Paul Rudd (George Houdson na trama), que o amor sincero e verdadeiro entre o Paul (não o Paul Rudd, este Paul é personagem) e o George me voltasse a demonstrar que o amor tudo pode, tudo vence...
Não cheguei ainda ao estado de me apaixonar... acho que é uma tarefa muita árdua, mesmo hérculea, após o tudo o que me aconteceu no passado... mas, de certeza absoluta que graças à força que essas pessoas que para sempre estarão guardadas no meu coração me deram, vou poder o meu caminho, e vou fazê-lo com a cabeça erguida... e nunca a tradução literal da expressão se adaptou tão bem a mim... «Cabeça erguida, pequeno! Cabeça erguida».

13b.jpg

Ficam já a saber que se não souberem o que me oferecer nos anos, natal, páscoa, ou apenas quando me quiserem oferecer algo (eu sou da opinião de que não é preciso ter razão alguma para oferecer algo a alguém; eu gosto de oferecer coisas às pessoas de quem gosto sem razão aparente, apenas porque gosto e me preocupo bastante com elas) corram tudo o que for sítio à procura do filme Object of My Affection, ou na sua tradução portuguesa, Muito Mais do que Amigos (se bem que, na minha humilde perspectiva, com a tradução, a relação entre o título e o próprio filme se perca, pois, por inúmeras vezes durante a trama, a expressão «objecto de afecto» é repetida, dando uma intensidade e tensão dramática ao filme) para mo oferecerem...
Po favor, comprem em DVD, pois o VHS fanei a um amigo meu sem ele dar por isso :P

Lembrem-se, sempre que se sentirem em baixo, com espírito derrotista e cansados de tudo o que se passa na vossa vida, lembrem-se do conselho da Aniston e do Rudd, olhem para a frente e «Head's Up, Little Person! Head's Up»

retalhado por Jorge Durões às 02:34
link do post | a retalhar | favorito

mais sobre mim


ver perfil

seguir perfil

. 1 seguidor

pesquisar

 

Dezembro 2006

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Retalhos Recentes

Fim...

Descrição do Blog

...

Porque...

Isto

Não sei quem sou...

AMO tracinho TE

O local a que chamo casa....

À procura... de um amigo

...

Retalhos já Passados

Dezembro 2006

Outubro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

SAPO Blogs

subscrever feeds